Florianópolis atrai multinacionais de tecnologias para sites

À medida que alcança projeção mundial como polo de tecnologia, Florianópolis atrai mais empresas convencidas de que um ecossistema de inovação ajuda a impulsionar negócios. Um dos segmentos de TI que está escolhendo a Ilha de SC para atuar é o de hospedagem de sites. Segundo o presidente da Associação Catarinense de Empresas de Tecnologia (Acate), Daniel Leipnitz, a Capital já é um dos maiores centros desses serviços no país. O que atrai é o polo, a qualidade de vida e os custos mais acessíveis do que em grandes cidades.

A primeira empresa internacional de hospedagem de sites a chegar na Ilha foi a americana Hostgator, do Endurance International Group, que também tem sede para a América Latina em Florianópolis. O novo CEO do grupo, o engenheiro Daniel Girardi Dias, acaba de assumir. A Hostgator tem forte atuação no Brasil, EUA, México, Índia, China e Rússia.

Do outro lado do mundo, da Lituânia, vieram duas outras empresas de hospedagem de site, a Hostinger e a WebLink, controlada pelo mesmo sócio, o jovem empresário Linas Mazonis. A decisão de vir para o Brasil foi em função do potencial do mercado e de diversos estudantes estarem se inscrevendo para trabalhar na empresa, mesmo ela não tendo unidade no país.

— Estávamos procurando por uma cidade muito agradável para trabalhar e Florianópolis se encaixou perfeitamente — afirmou Linas Mazonis.

De acordo com o presidente da Acate, além desses grupos, há empresas que orbitam o ecossistema de SC com oferta de infraestrutura de computação na nuvem (cloud computing), como é o caso da Teltec Solutions, parceira da Amazon e Microsoft. A Acate, por meio da incubadora MIDI e o programa Link Lab, recém lançado, está buscando parcerias para infraestrutura em nuvem.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.