Mais do que café, Café Cultura oferece experiência e inovação

O Café Cultura é a cafeteria ‘oficial’ do Passeio Primavera há quatro anos.

Mais do que café, Café Cultura oferece experiência e inovação

Mais do que café, Café Cultura oferece experiência e inovação

O Café Cultura é a cafeteria ‘oficial’ do Passeio Primavera há quatro anos. Inserida em um ambiente de inovação, localizada ao lado do mais importante MIDI Tecnológico de Florianópolis, a cafeteria correspondente ao caráter disruptivo característico do espaço. Isto porque o empreendimento foge ao padrão do segmento: oferece ambiente diferenciado, cardápio variado e cafés especiais dignos dos diversos prêmios  que a marca vem conquistando nos últimos anos. Entre eles, estão os títulos de ‘Melhor Café’ do Estado, conferido pela revista Veja Santa Catarina por dez anos consecutivos, e o de ‘Starbuck brasileira’, acreditado pela revista Exame. 

“A região do Passeio Primavera está em constante crescimento e conta com diversas empresas, principalmente de Tecnologia de Informação. Esse público que a frequenta é qualificado, e valoriza uma boa experiência gastronômica”, afirma Vinícius Folchini Gregoletto, proprietário do Café Cultura Primavera ao lado da irmã, Bruna Folchini Gregoletto. A dupla assumiu a operação em 2017, quando o casal fundador da marca, Luciana Melo e Joshua Stevens, iniciou o processo de expansão do Café Cultura. Bruna e Vinícius tornaram-se franqueados do Café Cultura do Passeio Primavera, assim como das unidades localizadas no Shopping Iguatemi e em Jurerê Internacional, também na capital catarinense. “A difusão da cultura do café especial está no nosso DNA”, argumentam. 

Os cafés da marca são extraídos em diferentes métodos, torrados no ‘laboratório’ do Café Cultura, localizado junto à unidade da Lagoa da Conceição, a primeira da rede. A matéria-prima vem de fazendas criteriosamente selecionadas, de diversas regiões do país. No cardápio do bistrô também consta almoços, torradas e sobremesas, com opções para todos os horários do dia, da manhã ao final de tarde. 

E a unidade do Passeio Primavera está com uma novidade: o AeroPress. “Esse método produz uma bebida doce e encorpada”, explica Bruna. Trata-se de uma espécie de cafeteira portátil, criada pelo engenheiro Alan Adler em 2005 para o preparo de café de forma rápida e prática. A prensa extrai o café em condições ideias - temperatura adequada, imersão total e filtragem rápida.


Trajetória de ascensão

A primeira unidade do Café Cultura foi fundada em 2004, no bairro Lagoa da Conceição, pelo casal Luciana e Joshua que desejava oferecer mais do que cafés aos seus clientes; eles queriam oferecer ‘experiência’. O sucesso da iniciativa pode ser medida pelas premiações recebidas e pela expansão: já são 12 lojas em Santa Catarina. E a meta é alcançar a marca de 250 lojas em todo o país até 2025. A projeção está baseada no crescimento de 16% ao ano do mercado de cafés especiais, contra um aumento anual de apenas 5% do mercado de café. 

A expectativa é encerrar 2019 com mais 20 lojas da rede, estendendo-a para cidades do Rio Grande do Sul e do Paraná. “A marca Café Cultura vem se consolidando, seja pelo aumento do consumo de cafés especiais, seja pela abertura de novas lojas da rede. Além disso, já estamos consolidados no Passeio Primavera como a cafeteria referência. E, com o crescimento da região e da própria Acate, só temos a ganhar”, considera Bruna, referindo-se ao Centro de Inovação da Associação Catarinense de Tecnologia, vizinho da cafeteria. 


Por Letícia Wilson, da Santa Editora 


Comentários
Receba novidades do Passeio Primavera: